Enoturismo: conheça a Ribera del Duero

Enoturismo: conheça a Ribera del Duero

Uma das regiões produtoras mais famosas da Espanha, Ribera del Duero é responsável pela elaboração de rótulos inesquecíveis. Saiba tudo sobre essa região

Ribera del Duero está localizada no norte do país, em Castilla y León, a cerca de 160 km ao norte de Madrid. Cobrindo cerca de 123 km, Ribera del Duero possui quatro províncias: Burgos, Valladolid, Soria e Segovia. Seu nome, faz referência ao rio Duero, que também percorre algumas regiões de Portugal, onde é chamado de Douro.

Apesar da oficialização de sua Denominação de Origem ter sido oficializada em 1982, a história vitivinícola da região existe há mais de 2 mil anos. Até então, a produção do vinho era tida apenas como “caseira”.

Ribera del Duero é uma região que possui altitudes que variam aproximadamente entre 600 a 900 metros acima do nível do mar. Com invernos rigorosos e verões muito quentes, o clima no local é descrito como “nove meses de inverno e três de inferno”. A amplitude térmica entre o dia e a noite em algumas estações do ano é muito ampla, contribuindo para um lento amadurecimento das uvas.

Há quem viaje para conhecer novas culturas e praticar idiomas. Também há quem se aventure para admirar paisagens e há quem faça tudo isso também, mas que viaja pra conhecer e beber vinho. Assim o enoturismo é um mercado que cresce no mundo e favorece as regiões produtoras, os viajantes experimentam uma verdadeira imersão na história, nos aromas e nos sabores da vitivinicultura.

De algumas décadas para cá, cada vez mais turistas pegam a estrada e embarcam em expedições rumo a regiões rurais para conhecer mais a fundo a cultura do vinho. A proposta é visitar vinícolas, fazer degustações de vinho, participar das colheitas e (literalmente) embarcar em uma viagem para o mundo dos vinhos, sabe aquela foto com as calças dobradas até a canela, num tonel de madeira pisoteando uvas? Não pode faltar essa atividade.

A uva mais cultivada na região é a Tempranillo, que por lá é chamada de Tinto Fino ou Tinta del País. Mas além dessa variedade, outras uvas tintas também são encontradas como a Cabernet SauvignonGarnachaMerlot e Malbec.

Dentre as rigorosas regras determinadas pela Denominação de Origem, Ribera del Duero é uma das únicas regiões vitivinícolas espanholas a utilizar nos rótulos dos vinhos os termos Crianza, Reserva e Gran Reserva como indicativo do amadurecimento dos vinhos.

No caso da Ribera del Duero, enoturismo encontra o turismo gastronômico, com experiências inesquecíveis em restaurantes contemporâneos com menu degustações harmonizados com vinho produzidos na região.

Por que fazer enoturismo?

Visitar regiões vitivinícolas é uma maneira autêntica de conhecer destinos rurais e interioranos de um país. As vinícolas abrem portas para mergulhar na cultura regional e aprender não só sobre vinho, mas também sobre biodiversidade e como os locais se relacionam com suas tradições e história.

O enoturismo também atua como uma alavanca para a economia local. Com o aumento de ofertas turísticas, pequenas cidades do interior ganham novos negócios e geração de emprego. A presença dos viajantes durante todo o ano é garantia de sustento para a comunidade e os empresários locais.

Para quem é o enoturismo?

O enoturismo é democrático e agrada a todos os tipos de turistas: dos sommeliers aos leigos no assunto. Para viajar a uma região produtora de vinho, não é preciso ser um especialista. Apenas traga a sua curiosidade e desfrute dos aromas e sabores da bebida. Então, que tipo de turista do vinho você é?

Para os amantes e especialistas em vinho, esse tipo de viagem é um prato cheio. É a oportunidade de mergulhar (ainda mais) no universo do vinho e aproveitar ao máximo cada experiência. Você pode montar roteiros completos focados em degustações e visitas a vinícolas, com direito a passeios privativos e bate-papos com os donos, enólogos e agrônomos das propriedades.

Para os turistas mais curiosos e aventureiros, os passeios de vinho incrementam o seu roteiro com experiências diferentes e únicas. Mesmo que você não seja conhecedor do mundo do vinho, vale a pena reservar alguns dias para visitar vinícolas, passear pelos vinhedos, aprender sobre harmonização com comida e, quem sabe, descobrir um novo hobby.

Curiosidades sobre a vossa majestade, o vinho

Para ser considerado vinho tinto é necessário conter um mínimo de 95% de uvas de variedades tintas autorizadas. A percentagem de Tempranillo ou Tinto Fino ou Tinta del País nestes vinhos não pode ser inferior a 75%.
Vinhos Tintos Jovens: sem envelhecimento ou com envelhecimento e/ou fermentação em casco por um período inferior a três meses.
Vinhos Tintos de Carvalho Jovem: com envelhecimento e/ou fermentação em casco durante mais de três meses.
Crianza Reds: envelhecimento mínimo de 24 meses e tempo em barris de carvalho de 12 meses ou mais.
Reserva vinhos tintos: envelhecimento mínimo de 36 meses e tempo em barris de carvalho de 12 meses ou mais.
Gran Reserva vinhos tintos: envelhecimento mínimo de 60 meses e tempo em barris de carvalho de 24 meses ou mais.

E você gosta de apreciar um bom vinho? Quer vir viver essa experiência conosco?

Fazemos um tour personalizado para ti.

ÁVILA E SEGÓVIA

ÁVILA E SEGÓVIA

ÁVILA E SEGÓVIA duas cidades em um dia.

A Concierge responde:

Essa semana recebi uma solicitação de um viajante, o grupo dele gostaria de conhecer Ávila e Toledo no mesmo dia. Ficou claro pra mim que o pedido é devido a falta de entendimento da geografia do país, Toledo fica ao Sul de Madrid e Ávila, ao norte. O nosso papel é orientar mesmo o cliente e desfazer qualquer mal entendido quanto a viabilidade porque nosso compromisso é com a experiência do grupo. Pois bem, marcamos um dia para Toledo (veja aqui nosso pacote…..), disponibilizamos a minivan, a guia e o passeio foi um sucesso regado à marzipãs. Sugeri que o grupo marcasse essa viagem para o começo do período das férias, que no intervalo aproveitassem o centro de Madrid e só então partissem para o bate e volta para Ávila, a cidade que o cliente desejava inicialmente, incluindo a segunda cidade na mesma rota: Segóvia.

Como já temos um post (click aqui) falando de Toledo, vou dedicar essa conversa para falar dessas outras duas jóias medievais, Ávila e Segóvia.


Em Ávila, a religiosidade é ponto alto da cultura local. O caminho teresiano está se consolidando como o novo destino de peregrinação, por causa da Santa Teresa de Ávila. É em Ávila também que está sediada a catedral gótica mais antiga da Espanha, a muralha militar, que rodeia a parte antiga da cidade. A  gastronomia é outro atrativo para a região fria de Ávila, que serve aos visitantes a sopa que é patrimônio da região, o gedeão. Além de oferecer aos visitantes as imperdíveis gemas de Ávila, uma especiaria que lembra o quindim brasileiro.



Segóvia tem um dos seus símbolos, o Acueducto, como patrimônios culturais da humanidade, construído há mas de dois mil anos, pedra sobre pedra. Basta caminhar pelos traçados originais dos séculos 12 para desembocar em outros monumentos igualmente impressionantes. A Catedral La Santa Iglesia Catedral de Nuestra Señora de la Asunción y de San Frutos de Segovia, que tem o apelido de la Dama de las Catedrales, é uma impressionante construção gótica com interferência renascentista localizada na Plaza Mayor, que por si, é um passeio agradável. Outro ponto imperdível é o Alcazar de Segóvia, um palácio fortificado que emprestou a silhueta para inspirar o palácio da história da Cinderela. A atmosfera da cidade medieval é amigável e favorece o pedestre, tendo como via prioritárias os passeios públicos. É tradicional que se coma o leitão assado, prato conhecido da região, o cochinillo, o que faz a carne ser tão macia que pode ser cortada com uma colher é a idade do porco, abatido até os três meses de vida. Nos passeios a pé, não se pode deixar de admirar os esgrafiados segovianos. Uma dica que eu gosto de compartilhar é: suba em todos os miradouros que puder e aproveite a vista.

Aqui os deixo um cartão postal da cidade.

Acueducto de Segovia

Se você considera esta informação relevante para algum amigo, indique nosso canal

Siga-nos nas redes sociais.

Facebook : https://www.facebook.com/Visitemadrid​

Instagram : https://www.instagram.com/descubra_madrid

Pinterest : https://www.pinterest.es/descubramadrid/


Um Abraço.


Andréa.

Acessibilidade na Espanha

Acessibilidade na Espanha

Papo com a nossa concierge:

ACESSIBILIDADE INTEGRA CIDADE, TURISTA E COMUNIDADE
Às vezes o viajante nos desloca para que a gente experiencie a cidade através da sua necessidade. Aconteceu isso, semana passada, quando um cliente da Descubra Madrid me contactou para entender qual poderia ser sua limitação ao explorar a cidade, desta vez, em uma cadeira de rodas. Aqui na Descubra Madrid o lema é “Missão dada, é missão cumprida”, e fui buscar informações para compartilhar com demais cadeirantes que querem explorar a cidade conosco. Vamos começar por ela, pela cadeira, que depois do ocupante é a protagonista do passeio, porque precisa estar segura, bem acomodada e servir com conforto o viajante. Pra isso, indicamos SCI Geriatria  para aluguel de cadeiras motorizadas, que prestam assistência no hotel a qualquer hora do dia ou da noite. O aluguel semanal inclui a entrega e retirada no hotel do viajante, caso queira alugar um novo modelo para explorar a cidade. O traslado também está adaptado para receber o aparato.

Madrid é tem em seu plano diretor urbano a acessibilidade como premissa, a novidade que pude apurar é que as cidades medievais também estão adaptadas para trânsito de cadeira de rodas, no SCI Geriatria é possível alugar cadeiras motorizadas, o que vai facilitar muito naquelas cidades com um pouco mais ladeiras.

Aproveito a ocasião que estamos falando desse assunto, pedi nossa Guia de Toledo, Natalia, para mostrar um poquinho da cidade para que vocês possam ter uma ideia.

Se você considera esta informação relevante para algum amigo, indique nosso canal

Siga-nos nas redes sociais.

Facebook : https://www.facebook.com/Visitemadrid​

Instagram : https://www.instagram.com/descubra_madrid

Pinterest : https://www.pinterest.es/descubramadrid/


Um Abraço.


Andréa.

Vale à pena, alugar um carro em Madrid?

Vale à pena, alugar um carro em Madrid?

 

Mês de janeiro chegando!! Vamos de férias à Espanha, será que vale a pena alugar um carro em Madrid?  Sai mais  econômico alugar um carro?.

 

Hoje vamos falar de como alugar carro em Madrid, e onde poderá estacionar sem maiores problemas e algumas recomendações importantes.

 

Madrid é uma cidade que está bastante limitada para trânsito de carros na região central. Se você pensa em alugar um carro para passear no centro da cidade, pode ser um pesadelo. O ideal para quem pensa em alugar carro é ficar em um hotel afastado do centro, que permite estacionar sem pagamento de taxa.

Madrid Central 2021: mapa, restricciones, autorizaciones…

Esta parte que está na linha vermelha, é a zona do Madrid Central. Está proibido estacionar na rua os carros que não são 100% eletricos.

Para quem deseja hospedar-se na região central e estacionar na rua, é impossível, há que pagar um estacionamento privado, que se cobra por horas. Zona verde, fora da zona Madrid Central,  vocês poderão estacionar no máximo 2 horas e zona azul 4 horas. Horário que se aplica a tarifa, de 09:00 até às 21 horas de Segunda à Sexta, sábado até às 14 horas e domingo não paga estacionamento.

 

Em algumas partes do centro, só poderão circular moradores locais com seu carro. Caso você tenha a má sorte de entrar em uma zona MADRID CENTRAL com circulação limitada, você poderá receber uma multa.

 

Se você quer alugar um carro o ideal é ficar em hotéis próximos ao aeroporto, há muitos e muito mais baratos que o centro da cidade. E além de barato os hotéis, nestes bairros é permitido estacionar na rua sem pagar estacionamento e por tempo indeterminado.

 

Em caso que decida alugar um carro e ficar em um hotel no centro da cidade, sua alternativa é um Parking. Pagará uma média de 27 euros por dia de estacionamento.

 

Para conseguir uma boa oferta  onde sai mais econômico ? O ideal para quem quer alugar carro, seria retirar no aeroporto, sai mais barato e a oferta é muito maior. A maioria das empresas tem filial na estação de trem Atocha, que está localizada no centro da cidade. Porém como já comentei acima, o centro tem muitas restrições de circulação e estacionamento.

 

É muito importante para conseguir um bom preço alugar o carro previamente pela internet no site da companhia. Quanto maior o tempo de antecedência mais barato será sua tarifa.

 

É importante vocês contratarem todo tipo de cobertura de seguro. Normalmente as empresas de cartão de crédito te dão cobertura em acidentes e danos próprios, porém a extensão de franquias não cobre.

 

Quando se contrata “cobertura total”, você eliminará muita dor de cabeça. Acho que vale muito a pena. Um exemplo: não bloqueia fiança no cartão de crédito que poderá variar desde 1500 a 3000 dependendo da empresa. Outra vantagem é que você não terá que pagar franquia em caso de acidente ou roubo.

 

E agora você me pergunta : com todas estas recomendações, qual é a melhor companhia para alugar ?

 

Quantos as companhias de aluguel de carro  :

 

 

Depende da necessidade de cada um. Todas estas são recomendáveis.

  • Se vocês buscam uma empresa que possa te dar assistência em qualquer parte da Espanha, escolha as maiores.
  • Se tem intenção de alugar um carro para fazer viagens de bate e volta ao redor de Madrid, pode escolher as mais baratas, em caso de algum problema com o carro poderá retornar à Madrid e solucionar em menos de 40 minutos.
  • Outra dica importante, é devolver sempre o tanque cheio e guardar a nota fiscal onde vocês abasteceram até vir a cobrança na fatura do seu cartão. Em caso de alguma cobrança indevida por parte da companhia de aluguel de carros, vocês têm um comprovante.

Essas são as considerações  importantes para quem vai alugar um carro na Espanha.

Se vocês tiverem alguma dúvida ou uma experiência e desejam compartilhar, deixe seu comentário.  

Para você que ainda não nos acompanha em Instagram : https://www.instagram.com/descubra_madrid/

Dicas diárias sobre o que está acontecendo na cidade.

Roteiro para aproveitar sua conexão em Madri.

Roteiro para aproveitar sua conexão em Madri.

Seu voo tem uma conexão de seis horas ou mais em Madrid?

Nada de ficar no aeroporto!

Com planejamento é possível ficar algumas horas flanando pela capital espanhola.  Cuidado, porém, para não tranformar este passeio em um filme estilo “007” ou “Missão Impossível”.

O ideal é garantir uma boa margem de tempo de ida e volta ao aeroporto. Calcule uma hora para sair e mais uma hora para voltar ao aeroporto. Em tempo: o trajeto dura menos, mas sempre adicione uns minutos para a margem de erro!

Não esqueça que você pode deixar sua mala de mão nos guarda-volumes do Aeroporto de Barajas e assim não carregar peso durante o passeio.

Também para fazer estas suas (poucas) horas renderem temos um serviço exclusivo de tours para conexões em Madrid. Escreva-nos! Podemos recebê-los e te guiar pela cidade. Contacto

No entanto, se você quiser passear sem guia pela capital espanhola, propomos um recorrido a pé entre a Plaza de Cibeles ao Teatro Real, dois pontos emblemáticos da cidade.

No caminho, edifícios do século 18 ao 20, esculturas, jardins, fontes e cafés para um lanchinho básico.  A maneira mais rápida e barata de vir do Aeroporto de Barajas para o centro é vir de Expresso Aeroporto (Exprés Aeropuerto), o famoso ônibus amarelo, que custa 5 euros. A frequência, durante o dia, costuma ser de 10 a 15 minutos e durante à noite, 35 minutos. 

Pegue ônibus nos terminais T1,T2 e T4 e desça na plaza da Independência, junto ao monumento da deusa Cibeles. Nada mal ser recepcionado por um dos pontos mais conhecidos da cidade, não? Aproveite para contemplar o Palácio das Comunicações, hoje um centro cultural, e sede da prefeitura madrilenha. 

Seguindo pela calle de Alcalá, se destaca o edifício Metrópolis, um dos cartões postais da cidade. Inaugurado em 1911, o edifício tem uma curiosidade histórica: as esculturas junto às janelas foram feitas por Paul Landowski, o autor da cabeça e das mãos do Cristo Redentor.

Andando em frente, vale a pena ficar com torcicolo para admirar as belas obras que ficam em cima dos telhados. Um belo exemplo são as quadrigas que estão no alto do edifício do BBVA.

Mais alguns passos e chegamos à Porta do Sol, o epicentro madrilenho que abriga o movimento da capital espanhola. Ali está a estátua do Urso e o Madronho, símbolo da cidade. Fazer foto aqui é tão obrigatório como fazê-lo na Torre Eiffel.

Cruze a praça e à sua esquerda estará a calle Mayor. Siga esta rua movimentada, pois seu próximo passo será visitar a Plaza Mayor. Atenção! Esta plaza fica “escondida”, atrás dos edifícios comerciais da calle Mayor. Por isso tenha atenção para descobrir uma das suas portas para entrar na praça. Aberta em 1618, para acolher o comércio da crescente cidade, a plaza Mayor é parada obrigatória em Madrid.

Seguindo pela mesma calle Mayor encontraremos o Mercado San Miguel. Em 1915 quando foi inaugurada tratava-se de um dos melhores locais de abastecimento de Madrid. Hoje poucos postos de venda sobrevivem e o San Miguel se transformou num ponto para aqueles que curtem gastronomia. 

Coragem! Um pouquinho mais e já estamos na Plaza de la Villa que abriga a Torre de los Lujanes, o edifício civil mais antigo da cidade, da primeira metade do século XV. Ainda estão ali a Casa de Cisneros e o edifício que abrigou a primeira sede da prefeitura de Madrid. 

Ao final da calle Mayor se encontra a catedral de Nossa Senhora de Almudena, a padroeira de Madrid. A visita é gratuita, apenas pedem uma contribuição pela manutenção de templo, que foi construído de 1878 a 1993. Em frente da fachada principal está o Palácio Real e como não será possível conhecê-lo por dentro, ao menos contemple este belo exemplar de arquitetura do século XVIII.  

Que tal? Nada mal para quem iria ficar no Aeroporto! No entanto, a visita está chegando ao fim. Passeie pela Plaza del Oriente e ali você verá o Teatro Real. Justo atrás está a estação de metrô Ópera. Dali você pode pegar a linha 2 (o bilhete custa 1,50 euros + o cartão multi, valor 2,50) e descer na estação de Banco de Espanha e pegar novamente o ônibus amarelo que te levará ao Aeroporto de Barajas. 

Veja outros post sobre Madrid:
 Recomendação de hoteis para grupos
Visita guiada no museu do Prado
O restaurante mais antigo do mundo

Acompanhe nossos stories diariamente no Instagram: @descubra_madrid

 
Em nosso post de hoje irei lhes mostrar três sugestões de wine tour/tour de vinos para fazer aqui pertinho de Madrid. São bodegas próximas da capital e que em nossa avaliação vale incluir em sua viagem, gastando pelo menos uns 2 ou 3 dias, porque mesmo sendo relativamente próximas, fazer nosso já famoso e consagrado bate e volta, muita coisa deixará de ser vista, portanto, aproveitem nossas dicas.
 
 
 
Antes porém, preciso posicionar vocês dizendo que final de semana passado estive em Logroño, capital da província de Rioja (que por sinal está linda com a neve!!), para desbravar e preparar mais este passeio. Difícil minha vida né!!?? Fora a brincadeira, nosso trabalho mesmo sendo muito prazeiroso, exige bastante atenção aos detalhes, sempre para proporcionar a melhor experiência para todos vocês.
 
Como eu disse, meu destino foi Logroño (capital de Rioja), e apenas esse nome já bastaria para aguçar a curiosidade porque Rioja é um dos mais importantes terrenos para o vinho espanhol. Sua história com o vinho remonta a idade média (era do bronze) originalmente com os povos celtibéricos que ocupavam a peninsula ibérica desde a era pré-romana, ou seja, eles sabem cultivar uvas a pelo menos 1000 anos! E por falar em uvas, as principais e que mais se destacam são a Tempranillo, a Garnacha, a Graciano e a Viura.
 
 Sala de Degustação de Ramon de Bilbao
 
Sala dos barris de Ramon de Bilbao
 
Nossa primeira dica é a Bodega Ramon de Bilbao, que vem a ser uma casa de vinhos de grande porte, com infraestrutura completa, adequada e confortável para receber apreciadores e visitantes. Destaco que a bodega está localizada no pequeno município de Haro, com charmosos hotéis a preços irrecusáveis e com infraestrutura de apoio realmente bem estruturada. Ah sim, os vinhos da Ramon de Bilbao são uma delícia e a sala dos barris (a cava) é simplesmente a mais linda que já vi por aqui, até hoje, realmente impressiona!
 
Nossa segunda dica de wine tour/tour de vinos é a Bodega Luis Cañas (minha nova paixão) que também tem instalações completas mas com um life style mais acolhedor, digamos assim. Na Luis Cañas, além da confortável bodega, vocês poderão visitar os vinhedos e estando na temporada, participar da vendimia/colheita das uvas. É uma experiência única. E por falar em experiências, a Luis Cañas desenvolveu um modelo de negócio onde o amante do vinho pode torna-se sócio (na produção e consumo dos vinhos) chegando ao ponto dele, o sócio, poder ter uma área reservada exclusivamente para guarda de seus vinhos. Pura sofisticação! Sobre o vinho da Luis Cañas vou deixar de comentar e esperar vocês chegarem aqui e assim a gente chega numa avaliação conjunta, só posso dizer que saí de lá muito satisfeita.
 
Nossa última parada foi na Bodega Marques de Riscal, que também é uma importante e grande bodega da região de Rioja, inclusive bem conhecida aí no Brasil. A Marques de Riscal é constituida com ampla infraestrutura para o viajante amante do vinho e da boa mesa e minha percepção é que esta bodega recepciona com conforto grupos grandes, quero dizer, excursões com algo próximo de 45/50 pessoas. Sobre os vinhos da Marques de Riscal digo o seguinte: Na própria bodega tem eles tem restaurantes reconhecidos com estrelas do Guia Michelan e um hotel 5 estrelas super charmoso, ou seja, é tudo delicioso! Como tinha dito no início, vale resevar 2 ou 3 dias para aproveitar ao máximo a experiência.
 Momento da Degustação na bodega Marques de Riscal
 
No caminho entre uma bodega e outra, vale uma parada de algumas horas na Vivanco (museu do vinho) e na pequena La Guardia, uma cidade encantadora. 
La Guardia
 
 

Acredito que, mesmo em poucas linhas deste post, deu para ter uma idéia dos novos wine tours/tour de vinos que o Descubra Madrid está disponibilizando para todos vocês. Maiores informações e reservas, fiquem a vontade para nos chamar pelo: 

 
Um super abraço a todos e espero todos aqui em Madrid!!
Hola ¿necesitas ayuda?